bloco do player

Subscribe Us

Réveillon: 18 mil policiais militares estarão nas ruas para garantir a segurança da festa.

Além do lançamento de uma série de inovações tecnológicas e logísticas aplicadas à área de segurança pública, o plano especial de policiamento montado pela Secretaria de Estado de Polícia Militar para o réveillon 2021/2022 mobilizará 18.045 mil policiais e 2.280 viaturas, atuando em todo território estadual. 

Serão contempladas com maior reforço de efetivo a capital do estado e cidades litorâneas com grande afluxo de turistas, sobretudo as localizadas na Região dos Lagos.

Mesmo considerando que os festejos na capital e no interior foram programados com limitações impostas pela crise sanitária ainda não superada, o Comando da Corporação empregará um efetivo 17% superior ao mobilizado na passagem de 2019 para 2020, antes do início da pandemia de Covid-19. Em relação ao número de viaturas o aumento foi de 14%. O esquema especial de policiamento começa às 8h de sexta-feira (31/12/21) e se estende até as 20h de sábado (01/01/22).

Apesar do cancelamento dos shows musicais e das restrições de acesso em direção à orla da capital, o planejamento de segurança para os festejos em Copacabana prevê um reforço maior de efetivo para o bairro e o emprego de duas inovações tecnológicas inéditas. Serão empregados 2.482 policiais militares para atuar tanto na orla da Avenida Atlântica como nas ruas internas, um efetivo 21% maior ao que foi mobilizado no réveillon do bairro na passagem de 2019 para 2020. Pela primeira vez, as equipes de patrulhamento estarão equipadas com câmeras portáteis, adquiridas recentemente pelo Governo estadual. O mesmo equipamento será utilizado pelos policiais da Operação Lei Seca. A outra novidade tecnológica será o registro de ocorrência pelo sistema BOPM On-line.

Ainda em Copacabana, todo o trabalho será coordenado por operadores posicionados em dois carros de comando, um estacionado na Avenida Princesa Isabel e outro em frente à Rua República do Peru. Serão instaladas em pontos estratégicos 30 torres de observação (15 no calçadão e 15 na areia), para auxiliar as equipes do policiamento dinâmico. Nos dois principais corredores internos do bairro, Avenida Nossa Senhora e Copacabana e Rua Barata Ribeiro, estarão posicionadas 64 viaturas em pontos de maior visibilidade. Outras 72 viaturas estarão baseadas em outros pontos ou no policiamento dinâmico. Em apoio à Prefeitura, policiais das equipes de motopatrulhamento estarão a postos nos 32 pontos de bloqueio de trânsito de acesso ao bairro.

Além de Copacabana, haverá significativo reforço de policiamento em outros nove locais da capital onde a Prefeitura programou queima de fogos:  Aterro do Flamengo, Piscinão de Ramos, Ilha do Governador, Igreja da Penha, Parque Madureira, Bangu (Moça Bonita), Praia de Sepetiba, Recreio e Barra da Tijuca. Na maioria desses bairros, as ações de segurança pública terão a preocupação adicional de não permitir que o público se aproxime das áreas destinadas à colocação dos fogos para evitar acidentes. Vale lembrar que, à exceção de Copacabana e Flamengo, onde os fogos ficarão em balsas flutuantes no mar, nos demais locais os explosivos serão instalados em solo.

Haverá duas equipes de policiamento montado atuando na Zona Sul – uma na Avenida Princesa Isabel e outra no Aterro do Flamengo. Ambas as equipes fazem parte do Pelotão Destacado do Regimento de Polícia Montada (RPMont) inaugurado há 15 dias no Jockey Club Brasileiro. Ainda na Zona Sul, o reforço contará com a participação de policiais do BEPE (Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios), que atuarão nas torres de observação.

Também serão empregadas equipes de unidades especiais, como o Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), incluindo o GETEM (Grupamento Especial Tático em Motopatrulhamento) e o GETAR (Grupamento Especial Tático de Ações Rápidas) e o Batalhão de Ações com Cães (BAC). O Grupamento Aeromóvel (GAM), utilizando aeronaves e drones, fará o monitoramento da orla, de vias expressas e rodovias estaduais e federais. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) estará de prontidão para necessidade de pronto emprego.

O reforço no policiamento se estende ainda para os principais corredores viários, que dão acesso aos bairros litorâneos, como aos demais locais de queima de fogos. O Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE), com apoio de unidades especializadas, como o RECOM (Rondas Especiais e Controle de Multidões) e batalhões de área, ampliará o patrulhamento na Avenida Brasil, Linha Amarela, Transolímpica, Radial Oeste, Marechal Rondon. Na Linha Vermelha, os policiais da central de monitoramento do BPVE, inaugurada recentemente, estarão observando a movimentação da via em apoio às equipes de motopatrulhamento.

Atenção especial para cidades litorâneas do interior


Neste réveillon, o planejamento da SEPM contemplou também de forma bastante significativa o policiamento nas cidades do interior, especialmente as localizadas no litoral do estado, onde as prefeituras locais programaram queima de fogos, como Niterói, Maricá, cidades da Região dos Lagos e da Costa Verde.

Em Cabo Frio, a maior cidade da Região dos Lagos, o comando do 25º BPM recebeu reforço de policiais militares do BPChq, incluindo equipes do GETEM e emprego de drones do GAM.

Ainda em reforço ao policiamento no interior do estado, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) ampliou o efetivo em 40% para intensificar o patrulhamento nos seis mil quilômetros da malha rodoviária estadual. Iniciado antes do Natal, o planejamento BPRv será mantido até o dia 03/01/22. O patrulhamento nas rodovias estaduais e federais será reforçado por equipes do RECOM

--

Via: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

 

Redação: Radio e Jornal A Voz do Povo.
sua força online.
Curtam a nossa página no facebook.
Sigam nosso canal no You Tube

Direção: Jornalista Marcio Carvalho.

Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

Polícia prende dois homens com celulares roubados em Belford Roxo.