bloco do player

Subscribe Us

Prefeitura realiza capacitação em epidemiologia

 A Prefeitura de Belford Roxo, através da Secretaria Executiva de Vigilância Epidemiológica/CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde) realizou a certificação da capacitação EpiSUS, que é um programa de treinamento em epidemiologia aplicada aos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

 O curso aconteceu toda quarta e sexta-feira da segunda semana de cada mês desde março de 2022, exceto abril devido às fortes chuvas. O público alvo eram os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e os núcleos de vigilância hospitalar. O evento contou com a participação do superintendente de Vigilância em Saúde Epidemiológica, Rafael Felisberto.

Durante a capacitação foram abordados os seguintes temas: apresentação do CIEVS e introdução a investigação de surto; palestra sobre as violências e apresentação da ficha de notificação; apresentação dos 10 passos da investigação de surto e sobre a investigação de óbito de mulheres em idade fértil; apresentação do agravo de Monkeypox e palestra sobre tuberculose;  apresentação da construção do diagrama de Ishikawa para mapear e identificar as dificuldades e problemas para a realização do fluxograma das notificações compulsórias das doenças e agravos; atualização das doenças emergentes que estão retornando ao cenário nacional/A importância da vacinação.

A capacitação contou com a Nívea Luciana, do Programa de tuberculose, Maria Cristina, do Programa de Violências, Katia Cilene Ferreira, que é coordenadora do Cievs e falou sobre a investigação dos óbitos de mulheres em idade fértil e também sobre as doenças emergentes. A epidemiologista Claudia Teixeira Cunha, que estuda a distribuição e a frequência dos agravos e problemas de saúde pública em populações, falou sobre os surtos de doenças, 10 passos da investigação de um surto, emergência em saúde pública - Monkeypox e a importância das notificações compulsórias dos agravos em tempo oportuno.

“Como o público-alvo são esses profissionais que estão trabalhando no território próximo da população, conseguem detectar e verificar um problema de saúde mais rápido em sua localidade de abrangência. O meu objetivo principal foi sensibilizar esses profissionais para estarem atentos às doenças que são de notificação compulsória e que notifiquem em tempo oportuno.  A Vigilância Epidemiológica/ CiEVS precisa dar uma resposta rápida à população, assim, interrompendo a cadeia de transmissão de um determinado agravo. Trabalhamos com informações para planejarmos ações de prevenção e promoção da saúde. E os ACS são os profissionais que conseguem essas informações direto com a população”, explicou Claudia.

Redação: Radio e Jornal A Voz do Povo.

sua força online.
Curtam a nossa página no facebook.
Sigam nosso canal no You Tube

Direção: Jornalista Marcio Carvalho.

   

Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

Polícia prende dois homens com celulares roubados em Belford Roxo.